Tipos de choro do bebê: aprenda a identificar cada um deles

crying newborn baby in the hospital

É comum a criança chorar bastante até completar um ano de idade ou começar a falar. O choro também é uma forma de comunicação, e por meio dele é possível identificar motivos para tal berreiro.

FOME E SEDE

Ter dificuldades para alimentar seu filho nos primeiros dias de vida dele é comum, já que vocês dois ainda estão aprendendo a lidar com a amamentação. O bebê entende a fome quase como uma dor. Além do choro, alguns sinais podem ser manifestados. Por exemplo, o bebê manda sinais de que está com fome chupando o dedo e abrindo e fechando as mãos. Este tipo de choro tende a ser prolongado e vir acompanhado de mão na boca. Então, alimentar o bebê é a única maneira dele parar de chorar.

NECESSIDADE DE CONTATO OU TÉDIO

Bebês também podem se sentir carentes de atenção e inseguros. É possível identificar esses sentimentos quando o choro é manhoso e passa quando você o pega. Brinque com ele. Nos primeiros meses, não tenha medo de confortá-lo, pois ele precisa de segurança. Uma sugestão é experimentar trocar o berço e o carrinho pelo seu colo ou bolsas cangurus.

DOR

A dor pode ser causada por vários fatores, entre os mais comuns estão batidas, doenças e infecções. Normalmente, o bebê aponta o local que está dolorido. Por exemplo, caso seja uma dor de ouvido, ele vai tentar tocar as orelhas. Fique atento aos sinais!

DESCONFORTO

Nesse caso, geralmente, o choro é irritado e seguido de movimentos corporais, podendo ser ocasionado por fatores como roupas apertadas, mesma posição no berço, etc. Caso tenha algum objeto no berço que incomode a criança, retire-o e vire o corpo do bebê no berço.

MANHA

Este tipo de choro também é irritado. O bebê, a partir dos 9 meses de idade, percebe que ao chorar, consegue uma troca de fraldas, leite, etc. Então, o choro é utilizado como ferramenta de manipulação. Caso você ache que algo que a criança deseja seja desnecessário, não a dê só porque ela chorou, pois seria uma confirmação de que ela consegue tudo fazendo birra.

SUSTO E MEDO

Barulhos repentinos, como portas batendo, por exemplo, podem ser algumas das causas para este tipo de choro, o qual pode ser acompanhado por um pequeno salto e berros. Esta é uma reação orgânica parecida com a que ocorre com uma pessoa já adulta. Perto dos 9 meses de idade, o bebê enxerga melhor e já estranha desconhecidos. Pegue a criança no colo e faça carinhos até ela se acalmar.

EXCESSO DE ESTÍMULO

Este tipo de choro é quase uma reclamação, o bebê fica rabugento. Umas das causas para este tipo de berreiro são lugares agitados, muito barulho, brincadeiras ou colo. Nesta situação, o ideal é ter paciência e levar a criança para um ambiente tranquilo.

DENTES

O bebê baba mais, quer colocar tudo na boca e perde o apetite. Quando o bebê choramiga, as gengivas ficam vermelhas e inchadas. Choro por causa do nascimento dos primeiros dentes ocorrem entre 7 e 12 meses de idade. O recomendável é oferecer um mordedor para ajudar a rasgar a gengiva ou use pomadas específicas. É importante escovar as gengivas com gaze ou toalha molhada. Além de higienizar, você ajuda a aliviar a coceira.

CÓLICA

O sistema digestivo do bebê ainda é imaturo. Também é possível que a ansiedade dos pais, geralmente presente no primeiro filho, passe para a criança e cause o desconforto. A cólica costuma ter pico até os 3 meses de idade e é mais frequente após as mamadas e no início da noite. Neste tipo de choro, o bebê enruga a testa, seu abdome fica distendido e o choro é agudo e prolongado. O recomendável é fazer massagem, esticando e encolhendo as pernas dele, Outra sugestão é manter o bebê o mais ereto possível enquanto mama, para ele não engolir ar. Você também pode colaborar com a criança apoiando-a em seu braço, com a barriga virada para baixo, para que ela solte gases.

CALOR OU FRIO

Este tipo de choro é causado pelo excesso ou falta de agasalhos. Caso o choro seja por calor, o bebê fica suado e molhado na raiz do cabelo, e a pele pode ficar pegajosa e com brotoejas. Já no frio, as extremidades, como os dedos das mãos e dos pés, ficam geladas. O som deste tipo de choro é alto! A sugestão é tirar ou colocar roupas na criança. Para saber se o bebê está em uma temperatura confortável, verifique o nariz e as bochechas, os quais devem estar mornos.

SONO

Este tipo de choro é alto e nervoso. O bebê está cansado! Então, para acalmá-lo a sugestão é abaixar a luminosidade das luzes, ficar em um ambiente tranquilo e cantar para a criança enquanto ela o embala. Tenha paciência, já que pode demorar um pouco para ele parar de chorar.

LIMPEZA

A causa deste tipo de choro é a fralda suja. O choro é por conta do contato da urina ou das fezes, o que incomoda e pode provocar assaduras. O bebê se retorce porque a pele fica irritada e ardida. Para que o choro cesse, troque a fralda e use uma pomada contra assaduras. Às vezes, é saudável deixá-lo sem fraldas para a pele respirar.

Fonte: Revista Crescer