O que é diabetes?

Multi-Ethnic Group Of Diverse People Holding Letters That Form Diabetes

O diabetes é uma síndrome que acontece quando o pâncreas não consegue produzir a quantidade necessária de insulina ou quando a insulina não consegue promover a redução da glicemia. Quando há falta de insulina, ou quando ela não age corretamente, acontece o aumento de glicose no sangue e, consequentemente, o diabetes.

Pré-diabetes

É o estágio entre o saudável e o diabetes tipo 2. Esse termo é usado para indicar que a pessoa tem potencial para desenvolver o diabetes.

Diabetes tipo 1

Esse tipo de diabetes acomete cerca de 5 a 10% dos pacientes. No tipo 1 da doença os anticorpos atacam as células que produzem a insulina, por isso, o pâncreas é incapaz de produzir o hormônio. A pessoa nasce com predisposição genética à doença podendo desenvolvê-la em qualquer idade.

Diabetes tipo 2

Cerca de 90% das pessoas com diabetes tem o tipo 2 da doença. É a combinação da diminuição da secreção de insulina com a sua ação defeituosa, chamada de resistência à insulina. Com o tempo, a doença pode se agravar. O tratamento é feito com medicamentos orais ou injetáveis.

Diabetes Gestacional

É a resistência à ação da insulina, causando o aumento nos níveis de glicose no sangue, que é diagnosticada pela primeira vez durante a gestação. O quadro pode persistir, ou não, após o parto.

Outros tipos de diabetes

O diabetes pode ainda ser causado por defeitos genéticos da função da célula beta, por defeitos genéticos na ação da insulina, por doenças do pâncreas exócrino (pancreatite, neoplasia, hemocromatose, fibrose cística, e outros), ou ainda por defeitos provocados por drogas ou produtos químicos (diuréticos, corticoides, betabloqueadores, contraceptivos etc).

Sintomas do diabetes tipo 1:

– Vontade de urinar diversas vezes

– Fome frequente

– Sede constante

– Perda de peso

– Fraqueza

– Fadiga

– Nervosismo/mudanças de humor

– Náusea e vômito.

Sintomas do diabetes tipo 2:

– Infecções frequentes

– Visão embaçada

– Dificuldade na cicatrização de feridas

– Formigamento nos pés e furúnculos

Para diagnosticar o diabetes podem ser feitos 3 exames:

– Glicemia de jejum: que mede o nível de açúcar no sangue naquele momento.

– Hemoglobina glicada: o exame mostra uma média das concentrações de hemoglobina no sangue nos últimos 3 meses.

– Curva glicêmica simplificada: A pessoa precisa ingerir 75g de glicose e é feita a medida das quantidades da substância no sangue no tempo zero e após 120 minutos.

Tratamento do diabetes

Para tratar o diabetes é preciso ter uma vida saudável, controlando a glicemia, para evitar complicações. Veja alguns cuidados:

– Praticar exercícios físicos: atitude essencial para manter os níveis de açúcar no sangue sob controle. A restrição é para quem tem hipoglicemia, pois a atividade física pode abaixar ainda mais os níveis. Mas, caso a glicemia esteja descontrolada, o exercício pode aumentar ainda mais os níveis de glicemia, não sendo indicado nesses casos.

– Controlar da dieta: evitar o açúcar e carboidratos como massas e pães.

– Verificar a glicemia: é possível medir o nível de glicemia em casa com um glicosímetro.

– Aplicação da insulina: Todos as pessoas com diabetes tipo 1 precisam tomar insulina todos os dias, mas nem todos os pacientes com diabetes tipo 2 precisam dessas aplicações.  No entanto, em ambos os casos é importante verificar o nível de glicose.

O médico é o mais capacitado para fazer o diagnóstico, prescrever medicamentos e avaliar a necessidade da aplicação da insulina. Por isso é aconselhável buscar ajuda médica assim que se notarem anormalidades.

Fonte: Minha Vida