Infecção urinária suas complicações

Young male holding his back in pain

A urina é formada nos rins e é estéril, o que significa que não tem fungos nem bactérias ou qualquer outro micro-organismo. O sistema urinário tem defesas contra bactérias, mas quando estas ultrapassam essas defesas, e entra em contato com a urina, acontece a infecção urinária.

As bactérias que ficam no intestino são as que causam infecção urinária na maioria das vezes; elas entram na bexiga através da uretra.

Mulheres e pessoas idosas tem mais chances de apresentar infecção urinária. Condições como pedra nos rins, beber pouca água, ficar muito tempo sem ir ao banheiro também favorecem as infecções urinárias.

Sintomas

– Dor ao urinar

– Aumento da frequência em urinar

– Dor abdominal

– Febre, falta de apetite, cansaço, mal-estar (com menos frequência)

A infecção urinária também pode não provocar nenhum sintoma.

Para confirmar que existe a infecção, o médico pode solicitar exames de urina e então decidir qual o melhor antibiótico para receitar. O tratamento pode ser feito com antibiótico orais, por três a sete dias. Em outros nos casos a pessoa pode necessitar de antibióticos endovenosos por períodos de até 21 dias. É importante beber bastante água para auxiliar no efeito dos medicamentos. Algumas bactérias resistem após o tratamento, por isso é importante voltar no médico para verificar o problema foi resolvido.

Quando a infecção não é detectada e tratada, pode subir pelos canais saindo da bexiga e chegando até os rins. Essa infecção dos rins chama-se pielonefrite, e causa uma grande chance de as bactérias chegarem ao sangue, causando uma infecção generalizada, chamada sepse, quadro ainda mais grave.

Fonte: Minha Vida