Fatores de risco para o câncer de mama

girl  holding pink breast cancer awareness ribbon

Algumas mulheres têm mais chances de desenvolver câncer de mama. Os principais fatores de risco são:

Histórico familiar:

2 ou mais parentes de 1º grau com câncer de mama;

1 parente de primeiro grau e 2 ou mais parentes de 2º ou 3º grau com a doença;

2 parentes de 1º grau com câncer de mama. Um deles deve ter tido a doença antes de 45 anos de idade;

1 parente de 1º grau com câncer de mama bilateral;

1 parente de 1º grau com câncer de mama e 1 ou mais parentes com câncer de ovário;

1 parente de 2º ou 3º grau com câncer de mama e 2 ou mais com câncer de ovário;

3 ou mais parentes de 2º ou 3º grau com câncer de mama;

2 parentes de 2º ou 3º grau com câncer de mama e 1 ou mais com câncer de ovário.

Idade:

Devido à exposição ao hormônio estrógeno, as mulheres a partir de 40 anos são mais suscetíveis ao câncer de mama.

Menstruação precoce:

Na fase de início da menstruação o corpo da mulher começa a produzir quantidades maiores do hormônio estrógeno. Uma mulher que teve a primeira menstruação aos 9 ou 10 anos de idade, por exemplo, ficará exposta por mais tempo ao hormônio estrógeno e quanto mais intensa e prolongada for a ação do hormônio nas células mamárias, maior a chance de ocorrer um câncer de mama.

Menopausa tardia

A menopausa tardia também propicia um maior tempo de exposição ao estrógeno, causando maior risco crescimento celular mamário desordenado.

Reposição hormonal

A reposição hormonal é utilizada como tratamento contra os sintomas da menopausa. No entanto, essa reposição pode aumentar os riscos de câncer de mama. Para amenizar esses sintomas, a mulher pode praticar exercícios físicos e adotar uma dieta balanceada.

Colesterol alto

A produção de estrógeno está diretamente relacionada ao colesterol. Mulheres com colesterol alto tem mais riscos de ter câncer de mama.

Obesidade

O excesso de peso é perigoso principalmente após a menopausa, pois a gordura passa a ser uma nova “fábrica de hormônios”.

Ausência de gravidez

A amamentação estimula as glândulas da mama, reduzindo a quantidade de hormônios, como o estrógeno, na corrente sanguínea. Por isso, mulheres que nunca tiveram filhos correm mais riscos de ter câncer de mama.

Lesões de risco

Pequenos cistos ou calcificações na mama, ainda que sejam benignos, precisam de acompanhamento, pois podem aumentar o risco de tumores.

Tumor de mama anterior

Mulheres que já tiveram câncer de mama têm mais chances de ter outro, chamado câncer recidivo.

Fonte: Minha Vida