Dicas sobre o chá verde

Cups of green tea on table on wooden background

O chá verde tem boas quantidades de nutrientes essenciais para o bom funcionamento do organismo como manganês, potássio, ácido fólico, vitamina C, vitamina K, vitamina B1 e vitamina B2. Por isso, apesar do gosto amargo, vale a pena apostar no chá. A seguir, dicas para o consumo e benefícios que o chá verde proporciona:

Benefícios

Combate o envelhecimento: impede a ação dos radicais livres que provocam o envelhecimento precoce. É antioxidante, melhorando a elasticidade da pele e prevenindo rugas.

Ajuda a emagrecer: o chá verde acelera o metabolismo, favorecendo o gasto de energia e a queima de gorduras. Nesse caso, recomenda-se o consumo de 5 xícaras a 1 litro de chá verde, quente ou frio, por dia. Para ver os resultados é preciso persistir por, no mínimo, 3 meses seguidos.

Protege o coração: rico flavonoides, o chá diminui o risco de formação de coágulos nas artérias, além de mantê-las flexíveis, diminuindo o impacto das alterações da pressão arterial. Para isso, é preciso beber pelo menos 3 xícaras do chá por dia.

Reduz o colesterol ruim (LDL): se associado a uma alimentação saudável, com baixo teor de gorduras saturadas e grande quantidade de vitaminas e minerais, o chá contribui para diminuir o colesterol ruim.

Fortalece o sistema imunológico: o chá previne infecções, inflamações, cáries e várias doenças causadas por vírus, bactérias e fungos.

Aliado contra o câncer: contém catequina e bioflavonoides que bloqueiam alterações celulares que geram tumores.

Contra a depressão: o chá contém theanina, substância que tem efeito tranquilizante. Para sentir a diferença é necessário um consumo de 3 a 4 xícaras do chá por dia.

Dicas

Chá de saquinho é menos eficiente: o chá deve ser preparado com o brotos e folhas da erva Camellia sinensis. O chá de saquinho mistura o caule da planta que tem menos nutrientes.

Modo de preparo: ferver a água que deve ser retirada do fogo assim que começar a borbulhar. Depois, é só acrescentar a erva e deixar em infusão por 3 minutos.

O melhor horário para o consumo: assim como o café, o chá verde não deve ser ingerido logo após as refeições, pois, a cafeína, presente nas folhas da erva, dificulta a absorção do ferro e da vitamina C pelo organismo. O ideal é esperar pelo menos uma hora para tomar o chá.

Acabando com o gosto amargo: bater o chá no liquidificador com duas colheres de sopa de mel irá melhorar seu sabor. Outra alternativa é bater o chá com frutas, ou acrescentar as frutas ou outras ervas na infusão. Exemplos: laranja, morango, amora, uva, maçã verde, gotas de limão, hortelã ou capim cidreira.

Atenção:

Pessoas sensíveis à cafeína devem consumir o chá com moderação: beber menos de 1 litro por dia. A cafeína, presente no chá, tem efeito estimulante e pode acelerar o ritmo cardíaco, além de provocar dor de cabeça, irritação e agitação. No entanto, o chá tem quantidades menores de cafeína quando comparado ao café, por exemplo:

Chá verde: 3 mg para cada 50 ml

Café: 25 a 50 mg para cada 50 ml

Capuccino: 25 a 50 mg para cada 50 ml

Chá preto: 10 mg para cada 50 ml

Algumas pessoas devem consultar um médico antes de adicionar o chá verde à dieta, são elas: gestantes, hipertensos, indivíduos com glaucoma e doenças psiquiátricas. É importante lembrar que o chá pode interagir com alguns remédios de uso comum dessas pessoas.

Fonte: Minha Vida