Cansaço excessivo

Junge Frau sitzt ghnend und schlfrig im Bro

A sensação de fadiga e falta de energia para as atividades diárias pode não ser normal. O cansaço extremo pode ser decorrente da correria do dia a dia, de horas no trânsito, do permanente estado de tensão, noites mal dormidas, e do estresse. Porém, estas não são as únicas causas, outros fatores contribuem para este excesso de cansaço que pode sinalizar problemas de saúde, como:

Infecções ou doenças autoimunes.

Desequilíbrios hormonais. Podem ocorrer devido a redução hormonal, frequente em pessoas com mais idade, ou em decorrência de distúrbios da tireoide. Dependendo do caso, o médico pode indicar o tratamento de reposição hormonal.

Anemia por deficiência de ferro. O ferro é essencial ao corpo, pois produz glóbulos vermelhos e transporta o oxigênio. Quando há deficiência desse nutriente ocorre queda de energia e a pessoa tem menos disposição física. Pode acontecer em decorrência de alimentação deficiente, infecções intestinais, menstruação com fluxo intenso, durante a gravidez ou ainda em pessoas que tem dificuldade de absorção. Suprir a falta de ferro, inclusive com alimentação saudável e rica em ferro, é indicado nesse caso.

Falta de vitamina D. Essa condição é verificada através de exame laboratorial. Se expor ao sol e consumir alimentos ricos em vitamina D, como a sardinha, ajuda na disposição.

Dietas restritivas. Algumas dietas que limitam de forma exagerada alimentos, como carboidrato e proteína por exemplo, causam esgotamento físico e cansaço. A alimentação deve ser equilibrada, rica em vitaminas do complexo B, pois aumentam a resistência à fadiga.

Estresse e ansiedade. Esse estado libera hormônios que provocam dificuldade de concentração e no sono. A reclamação mais frequente é acordar cansado. Praticar uma atividade física que alivie as tensões é indicado nesse caso, além de uso de medicamentos quando o quadro é mais grave.

É importante descobrir as causas do cansaço para descartar a possibilidade de outras doenças, iniciando um tratamento adequado.

Fonte: Minha Vida