Câncer de Próstata

thoughtful middle aged man

A próstata é responsável pela produção de várias substâncias que compõem o líquido seminal, como função de liquefazer o sêmen. Ainda a glândula prostática produz o antígeno prostático específico (PSA) e a fosfatase ácida prostática (FAP).

A próstata, como toda glândula no organismo do ser humano, sofre influência dos hormônios. No caso específico da próstata, o seu crescimento está ligado ao hormônio sexual masculino, testosterona. Noventa a 95% da testosterona é produzida pelos testículos, por influência dos hormônios da hipófise.

A próstata recebe o sangue através do ramo prostático da artéria inferior e de pequenos ramos provenientes das artérias retal média e pudenda interna. A drenagem do sangue é feita através do plexo venoso prostático que ocorre entre as cápsulas verdadeira e falsa.

A próstata tem como principal função a produção de substâncias que compõem o líquido seminal. Durante a relação participam do mecanismo de ejaculação.

A próstata tem o tamanho aproximado de uma noz localizada logo abaixo da bexiga. É uma glândula que envolve a uretra.

A próstata é envolvida por uma fina camada de tecido, chamada de cápsula. Ao redor da cápsula verdadeira, outras camadas de tecido mais espesso formam a chamada cápsula falsa.

Como tratar

Embora a cirurgia endoscópica da próstata, conhecida como RTUP, ainda seja o tratamento-padrão para HPB, recentemente tem-se estabelecido uma série de terapêuticas alternativas. A opção por tratamento médico ou cirúrgico, bem como pela observação cuidadosa, deve levar em conta:
• A natureza e a gravidade dos sintomas
• O grau em que os sintomas afetam a qualidade de vida do paciente
• Se há redução significativa do fluxo de urina associada a volume apreciável de urina residual
As duas principais abordagens à conduta medicamentosa em HPB são os tratamentos com α-bloqueadores e com inibidores da 5α-redutase.

Fonte: http://goo.gl/7AeBtb