Câncer de ovário

Dolore alla pancia con mani sopra

Os ovários são responsáveis por produzir óvulos e os hormônios estrogênio e progesterona. São apenas dois, localizados um de cada lado do útero. Quando descoberto na fase inicial, é mais fácil de se tratar e obter sucesso. No entanto, geralmente é descoberto só mais tarde, quando se espalha dentro da pelve e abdome, gerando maior risco para a mulher. Esse tipo de câncer não é muito comum, é de difícil diagnóstico e com menor chance de cura.

Tipos de câncer de ovário

O tipo de câncer de ovário depende do tipo de célula em que o câncer começa. São 3 tipos:

Tumores epiteliais: responsável por 90% dos casos de câncer de ovário. Começam na camada de tecido que cobre o lado externo dos ovários.

Tumores do estroma: iniciam no tecido ovariano onde estão as células que produzem hormônios. Este tipo de tumor é descoberto geralmente em estágio mais inicial que demais tumores de ovário. Responsável por 7% dos casos de câncer de ovário.

Tumores de células germinativas: começam nas células que produzem óvulos. É o mais raro tipo de câncer de ovário. Acontece mais em mulheres jovens.

Não se sabe ao certo porque acontece o câncer de ovário. Não há uma causa determinada, mas sabe-se que o câncer ocorre quando as células normais se transformam em células cancerosas que se multiplicam rapidamente, gerando um tumor.

Fatores de risco

Histórico familiar de câncer de ovário: ter mãe, irmã ou filha que já teve câncer de ovário aumenta o risco de um novo caso na família. O risco aumenta se a mulher tiver duas parentes próximas com câncer.

Herança genética: Algumas alterações genéticas podem provocar maior risco de câncer de ovário para a mulher.

No entanto a maioria das mulheres que tiveram câncer de ovário não têm esses fatores de risco. Na maioria das vezes, o câncer de ovário se manifesta no período pós-menopausa.

A mulher pode ter maior propensão a ter esse tipo de câncer se:

  • Nunca teve um bebê
  • Começou os ciclos menstruais antes dos 12 anos e teve menopausa após os 50 anos
  • Não pode engravidar
  • Fez terapia hormonal para tratar os sintomas da menopausa
  • Fez tratamento para engravidar
  • Fuma
  • Usa dispositivo intrauterino
  • Se tem síndrome dos ovários policísticos.

Fatores que diminuem o risco de câncer de ovário:

  • Usar pílulas anticoncepcionais (contraceptivos orais). No entanto, isso aumenta o risco de câncer de mama.
  • Amamentar
  • Laqueadura ou uma histerectomia.

É possível fazer um exame de sangue que procura mutações nos genes BRCA1 e BRCA2 para saber dos riscos de câncer de ovário.

Fonte: Minha Vida