Cálculo renal ou pedra nos rins

Vaccine

Os cálculos renais, mais conhecidos como pedras nos rins, são cristais da urina, acumulados e endurecidos que podem se alojar nos rins ou nas vias urinárias.

Causas

  • Pouca urina, ou urina supersaturada de sais;
  • Muita quantidade de cálcio, fosfatos, oxalatos, cistina, ou falta de citrato;
  • Distúrbios metabólicos do ácido úrico ou da glândula paratireoide;
  • Alterações anatômicas;
  • Obstrução das vias urinárias.

Diagnóstico

Além de verificar os sintomas, o médico pode solicitar exames de raios X de abdômen, ultrassom ou pela urografia excretora, um exame mais específico das vias urinárias.

Sintomas

Quando a pedra é eliminada pela urina o sintoma mais comum é a cólica renal, uma dor lombar aguda, unilateral, de forte intensidade, que se irradia para a frente do abdômen. Também pode haver presença de sangue na urina. A cólicas também podem ser acompanhadas por náuseas e vômitos. É importante que a pessoa tenha um atendimento médico-hospitalar.

Em alguns poucos casos, os pacientes não têm sintomas ou sentem pouca dor durante a passagem do cálculo pelos ureteres.

Deve-se ficar atento aos sintomas:

  • Dor, que pode ser extremamente forte, quase insuportável, nas costas ou no abdômen;
  • Vômitos e febre;
  • Sangue na urina;
  • Suspensão ou diminuição do fluxo urinário;
  • Necessidade mais frequente de urinar;
  • Infecções urinárias.

Tratamento

Durante as crises deve-se evitar ingerir líquidos exageradamente, pois pode aumentar a pressão no rim e consequentemente, as dores. Como tratamento pode ser realizado:

  • Uso de medicamentos, considerando a causa da formação dos cálculos.
  • Durante as crises, pode-se tomar analgésicos e anti-inflamatórios fortes para o alívio das dores
  • Realizar litotripsia, um bombardeamento das pedras por ondas de choque para fragmentar o cálculo e tornar sua eliminação mais fácil.
  • Cirurgia para retirar o cálculo
  • Ureteroscopia: retirada dos cálculos localizados no ureter por via endoscópica.

Dicas

Beber de 2 a 3 litros de água por dia é a medida mais importante para prevenir pedra nos rins;

Utilizar um filtro de papel se estiver eliminando um cálculo para uma posterior análise da composição da urina;

Utilizar os medicamentos recomendados pelo médico.

Consumir com moderação os alimentos ricos em proteínas e cálcio, para evitar cálculos formados por excesso de ácido úrico ou cálcio;

Aos primeiros sintomas, procurar atendimento médico.

Fonte: Drauzio Varella