Aveia

739f0b0d-86f6-447e-8658-dd2ef23716d0

A aveia é um cereal que é rico em fibras de qualidade e pode ser encontrado em forma de farinha, flocos e farelo. O cereal pode ser adicionado aos sucos, vitaminas, massa de bolo, pães, biscoitos, farofa, e ainda pode ser preparada como mingau.

Vantagens

– Saciedade. A aveia tem fibras solúveis que retardam o esvaziamento gástrico, e prolongam a sensação de saciedade, muito interessante para quem está fazendo dieta.

– Regula o intestino. Quando as fibras da aveia entram em contato com a água, formam um gel que estimula o trânsito intestinal. As fibras ajudam os movimentos do intestino, eliminando as substâncias tóxicas mais rápido e estimulando a renovação celular, o que diminui os riscos de um câncer de intestino.

– Melhora a imunidade, pois, sempre que estimulamos a microbiota intestinal, produzimos mais anticorpos.

– Previne doenças crônicas. A aveia controla a glicose e o colesterol, por isso é indicado o consumo de aveia para diabéticos e pessoas com colesterol alto. Além disso, o potássio, presente na aveia, ajuda no controle da hipertensão.

– Combate a depressão. A aveia proporciona bem-estar por conter triptofano, precursor da serotonina, responsável pelo controle do humor.

– Faz bem para a pele. Rica em silício e proteínas, a aveia ajuda a renovar os tecidos, deixando a pele mais saudável e com uma aparência melhor.

Contraindicações

Para quem tem a doença celíaca, não é indicado consumir aveia, pois, na maioria das vezes ela é processada junto ao trigo que contém glúten. Quem tem intolerância alimentar também deve evitá-la. Por ser um alimento de digestão lenta, a aveia também deve ser evitada por quem tem a síndrome do intestino irritado por causa da inflamação. Já as pessoas que tem um intestino acelerado, deve evitar a aveia pois, as fibras o aceleram ainda mais.

A ingestão de fibras em excesso diminui a absorção de zinco e cálcio pelo organismo, por isso, o consumo de aveia deve ser equilibrado. Também é preciso que o consumo da aveia acompanhe a ingestão de líquidos, por ajudar na digestão, devido ao seu alto teor de fibras. Além disso, o consumo exagerado pode causar intolerância ou flatulência.

Fonte: Minha Vida