Alimentação equilibrada na Páscoa

grupo-elo-pascoa

O período da Páscoa vem geralmente acompanhado de chocolate, já que os ovos de páscoa são guloseimas comuns nessa época do ano. Com vários tipos de recheios e tamanhos, eles enchem os olhos e ganham a atenção.

Se consumido em excesso, o chocolate traz danos à saúde. Caso contrário, ele pode até mesmo acarretar em benefícios.

A semente do cacau contém substâncias como os polifenois e os flavonoides, que funcionam como antioxidantes no organismo, combatendo radicais livres, preservando a pele, retardando o envelhecimento e prevenindo doenças.

Para se obter esses benefícios, é importante observar qual o tipo de chocolate escolhido e como ele está sendo consumido. Existem algumas dicas que podem ajudar nessa tarefa:

– Dê preferência aos chocolates meio amargos

O chocolate meio amargo apresenta a melhor relação entre a porcentagem de cacau e a quantidade de outros nutrientes. Além disso, ele é rico em antioxidantes importantes e previne o envelhecimento precoce.

– O cacau deve ter porcentagem superior a 60%

O cacau ajuda a combater o colesterol, melhorar a saúde cardíaca, prevenir trombose e melhorar o humor. Por isso, a porcentagem ideal é mais que a metade dos componentes, sendo a quantidade de açúcar e gordura proporcionalmente menor.

– Consumir o chocolate no café da manhã ou após o almoço

O chocolate possui uma certa quantidade de calorias. Para que ela não se acumule, o ideal é comer no início do dia, hora em que o corpo é mais ativo e gastará as calorias. Durante a noite, o corpo está geralmente em repouso e as calorias podem ser depositadas como gordura.

– Comer cerca de 6g por dia

Para se obter os benefícios do chocolate meio amargo, é suficiente o consumo de um quadradinho de chocolate, que contém aproximadamente 6 gramas.

Fonte: Tua Saúde